Rede de Judiarias de Portugal

Mêda

Mêda

Localizado na Beira Alta, a sul do rio Douro, o município da Mêda integra o território de outros 5 antigos concelhos extintos no séc. XIX; Aveloso, Ranhados, Casteição, Longroiva e Marialva. Prévia ao decreto de D. Manuel, datado de 1496, encontra-se documentada a  existência de judiaria em Marialva e, pode também ter havido alguma organização hebraica em Mêda e Ranhados. As marcas de presença cristã-nova verificam-se contudo disseminadas pelo concelho.

Na cidade da Mêda encontra-se visível na sacristia da Igreja Matriz, uma lamparina de Shabbat presumivelmente oriunda de uma antiga sinagoga; em Marialva, está comprovada documentalmente a existência da judiaria. Cerca de 70 processos da Inquisição foram levantados contra habitantes do município da Mêda. A maior parte destes foram-no contra marialvenses. Os apelidos mais referidos de cristãos-novos em Marialva e Mêda: Nunes, Mendes Soares, Fernandes, Matos e Rodrigues.

 

Embora possamos admitir uma presença judaica antiga por estas terras desde os primórdios da nacionalidade, com a criação de prováveis comunas judaicas devidamente constituídas e organizadas, não conseguimos encontrar, nas atuais evidências materiais e na documentação existente, elementos que nos permitam identificar e caracterizar esses eventuais espaços e comunidades com elevado grau de certeza

São, no entanto, os motivos cruciformes, que no pressuposto de uma relação com o judaísmo, com o medo dele ou com a sua negação, a par dos processos inquisitoriais, aqueles elementos que nos poderão fornecer algumas informações sobre a dimensão e distribuição espácio-temporal daquelas comunidades.

Foram identificadas 230 marcas de simbologia mágico-religiosa, nomeadamente motivos cruciformes distribuídos maioritariamente entre Ranhados, Marialva, Casteição e Mêda, onde 75% dos processos inquisitoriais dizem respeito a Cristãos-Novos, acusados de práticas judaizantes. Embora estes elementos sejam também visíveis noutras localidades do concelho de Mêda, é nas antigas vilas medievais, que encontramos a sua maior concentração.

Apesar das dúvidas sobre a localização e percursos dos judeus e cripto-judeus neste território ao longo da História, parece evidente a sua presença continuada, sobrevivendo a todos os condicionalismos que lhe foram sendo impostos.

A comunidade judaica de Mêda desapareceu, restando os vestígios materiais e culturais que resistiram à passagem do tempo e hoje fazem parte do património histórico e cultural deste concelho, que espera ser desvendado e apreciado.

 

Contactos:

Município de Mêda
Morada: Largo do Município – 6430-197 Mêda
Telefone: 279 880 040
Fax: 279 882 520
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Url: www.cm-meda.pt

Posto de Turismo de Mêda
Morada: Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral, 6430-183 Mêda
Telefone: 279 882 937

Posto de Turismo de Marialva
Morada: Marialva, 6430-081 Mêda
Telefone: 279 859 288
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Galeria de Imagens

voltar ao topo