Rede de Judiarias de Portugal

Figueira de Castelo Rodrigo

Desde 1209 que existem referências à presença hebraica em Castelo Rodrigo carta de Foral do Reino de Leão ). Com D.Dinis, a vila passou a integrar território português e o rei confirmou os privilégios da já existente comunidade judaica em 1316.

A Judiaria localizava-se dentro das muralhas da antiga vila nas zonas actualmente correspondentes às ruas da Sinagoga e do Páteo do Concelho bem como ao Largo de S. João Baptista.

Com a chegada de muitos refugiados de Espanha, apos 1492, verifica-se um forte crescimento populacional em todo o concelho mas já com D. Manuel deixa de existir oficialmente a Judiaria. E um tempo de renovação urbanística em que os agora cristãos-novos ocupam também as ruas da Cadeia da Praça e da Tapada onde hoje se vislumbram vários portais manuelinos e com cruciformes gravados na pedra.

A antiga Sinagoga, localizada na esquina das ruas com o mesmo nome e da do Páteo do Castelo terá sido transformada na cisterna que hoje se vê mas mantem as portas e construção de base.

No tempo da Inquisição cerca de 200 processos foram feitos contra figueirenses sendo a povoação de Escalhão vítima de mais de metade das acusações. Escarigo, junto à fronteira de Espanha, com 25% desses processos foi igualmente muito perseguida.

Durante o séc. XX existiam ainda inúmeros habitantes praticantes e herdeiros do criptojudaísmo em várias povoações do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo. Na igreja da Vermiosa e visível um Parokhet ( cortina que cobria o Hejal ) oriundo de uma antiga sinagoga.

Efraim Hezekiah Bueno, nascido em 1599 em Castelo Rodrigo com o nome de Martim Alvares, formou-se em medicina em Bordéus e tornou-se emigrante medico e escritor em Amsterdam. Ficou célebre pelas pinturas/retrato que o seu amigo Rembrandt legou à história da arte. A sua lapide funerária, existente no cemitério português de Ouderkerk ( Amsterdam ) e uma homenagem à diáspora lusitana e aos que tiveram de fugir por força da Inquisição; esta escrita na língua de Camões e apenas a data do falecimento, 1665, se encontra colocada segundo o calendário hebraico.

voltar ao topo